Todas Edições

O PORTAL DA MICRO, PEQUENA E MÉDIA EMPRESA.

REALIZAÇÃO: Bit Partner | DIREÇÃO: Sidney Cohen

Coaching

O coaching surgiu em 1970, nos Estados Unidos, com a finalidade de ajudar as pessoas a entender e superar seus limites. Inicialmente foi aplicado em atletas de alta performance e, em meados dos anos 80, as empresas adotaram o modelo no cenário corporativo para obter melhor desempenho de seus executivos.

No Brasil a aplicação do coaching cresce em escala exponencial. Indicadores apresentados no Fórum de Coaching, organizado pela Associação Brasileira de Recursos Humanos da Bahia (ABRH-BA) em março, apontam um aumento pela procura do método de 280% desde 2001.

Em entrevista ao PME NEWS, Carla Béck, diretora da Infinita Eph, especializada em Coaching, faz uma análise sobre a crescente demanda e esclarece as dúvidas dos leitores que buscam resultados tanto para sua vida pessoal, quanto profissional.

Bastidores

  • A recém-criada, Secretaria da Micro e Pequena Empresa perde R$ 5,9 milhões, em corte do orçamento para 2013 e terá a disposição R$ 48,5 milhões dos R$ 54,4 milhões inicialmente previsto.
  • A Bovespa apresenta ao ministério da Fazenda,  projeto para incluir pequenas e médias empresas, com faturamento entre R$ 40 milhões e R$ 400 milhões,  no mercado de capitais.
  • Google compra a israelense Waze, desenvolvedora de aplicativo de mapeamento de condições de tráfego, com 47 milhões de usuários.

Novos Desafios

  • Danton Coelho é o novo Diretor Executivo da MIRROR MEDIA.
  • Rodrigo Baptista ingressa na Discretsound Sonorização como Diretor Técnico.
  • Larissa Carfora é a nova analista de marketing da ZATIX.

Dados Impressionantes

  • Os 5 milhões de pequenos e microempresários poderão vir a desembolsar até R$ 10 bilhões para se adaptarem à lei que prevê a discriminação do imposto pago sobre produtos e serviços na nota fiscal.
  • A empresa alemã Project A Ventures, investirá 50 milhões de euros para startups brasileiras de internet e mobile.
  • A Usiminas vende braço automotivo por R$ 210 milhões para Aethra Sistemas Automotivos.

Agenda

  • 31 de julho a 3 de Agosto – Novo Hamburgo – RS
    CONSTRUSUL – 16ª. Feira internacional da Construção.
    Informações: http://www.feiraconstrusul.com.br
  • 3 de Agosto – Rio de Janeiro – RJ
    Curso: Gestão Empresarial para Micro, Pequenas e Médias Empresas.
    Informações: http://www.treno.com.br/cursos/gestao-empresarial/

Entrevista

Essa coluna é destinada a entrevista com especialistas, gestores, executivos e empresários de destaque. 

Segue abaixo a entrevista de Carla Béck, diretora da Infinita Eph.

PME NEWS – Por que há uma crescente demanda de coaching pelos profissionais que desempenham o papel de liderança em suas empresas?

Carla Béck – Atualmente, vivemos num mundo em que o recurso fundamental para a economia global é o capital humano, cujos serviços são baseados em conhecimentos. Já há algum tempo a sociedade tem vivenciado mudanças e transformações que, gradativamente, vem alterando sua estrutura e seus valores e está reconhecendo de fato que as pessoas, seus conhecimentos e habilidades mentais passaram a ser a principal base da nova organização. Assim como a necessidade da aplicação adequada, em tempo hábil, desse conhecimento tornou-se vital para a sobrevivência das organizações no mercado competitivo.

Este mercado exige cada vez mais profissionais altamente qualificados, portadores de competências técnicas e comportamentais que atendam as necessidades das organizações na geração de criatividade, iniciativa e inovação.

A Cultura Organizacional aponta que não haverá desenvolvimento da organização, se a identidade da organização (missão, visão e valores) não estiver bem definida e as pessoas que a compõem não estiverem alinhadas a essa identidade.

É aí que o coaching surge como um processo que facilita a aprendizagem e o desempenho do líder através da utilização do seu potencial, com finalidade de alcançar os resultados por ele desejados. Todo o processo de coaching visa a estimular a capacidade das pessoas, líderes de reinventarem e encontrarem alternativas válidas, apesar do contexto em que estejam inseridas.

Na interação entre líder (coachee) e coach, o coachee descobre seus sonhos, metas e potencial inexplorados.

PME NEWS – Por que há certa resistência das empresas em aplicar o coaching?

Carla Béck – O coaching é uma ferramenta que produz transformação nas pessoas e, consequentemente, nas organizações. Mesmo sabendo que precisam mudar, não raro, pessoas e organizações relutam em aceitar novos paradigmas, por que têm medo do novo e/ou receio de abandonar o velho, pois permanecer em uma zona de conforto e conhecida é mais fácil. Apesar de sofrimentos e desconfortos, não exige muito esforço, mas que depois de algum tempo está fadada à estagnação.

PME NEWS – O curso de coaching é reconhecido pelo MEC?

Carla Béck – Atualmente não existe um órgão que regulamente a profissão de coaching no Brasil, mas sim empresas que fazem parcerias com Instituições Internacionais. Portanto, não existe somente uma certificação internacional válida no Brasil. Pelo contrário! Existem empresas que seguem uma determinada metodologia e abordagem do exterior.

Algumas dessas instituições oferecem o coaching como um curso de MBA, o qual é reconhecido pelo MEC.

PME NEWS – O coaching desempenha o mesmo papel da Terapia, porém, aplicado ao aspecto profissional?

Carla Béck – Não. Existem diversos estudos que apontam as diferenças entre coaching e terapia. Pois, como são áreas muito próximas e o coaching relativamente pouco conhecido, é comum alguma confusão. 

As diferenças são mais claramente percebidas em relação aos objetivos e públicos-alvos; pois, em relação a técnicas, é comum tanto a terapia quanto o coaching compartilharem ferramentas. 

O coaching é orientado para o objetivo futuro e encoraja o cliente a obter novas conquistas e realizações, tanto na vida pessoal quanto profissional, focando desenvolvimento e performance.  Sendo geralmente procurado por pessoas que querem ajuda para atingir metas, aumentar autoconfiança, motivação e desenvolver-se. 

Enquanto a terapia tem por objetivo tratar transtornos emocionais e comportamentais, a aliviar sintomas psicológicos e físicos, ajudar o cliente a mudar padrões de comportamento que estão mantendo seus problemas e dificuldades atuais. 

PME NEWS – Qual a diferença entre consultoria, mentoring e coaching?

Carla Béck – Esta é uma questão importante, pois existe uma grande confusão em relação à definição de cada uma dessas ferramentas.

O trabalho de consultoria consiste na resolução de problemas organizacionais. Ela oferece respostas, ou seja, um plano de ação, a partir do diagnóstico e análise dos problemas envolvidos na empresa. A consultoria orienta o que deve ser feito em cada situação com a participação do cliente e realiza o processo de mudança organizacional com a execução destas ações. 

Já o coaching trabalha com a ideia de autodesenvolvimento profissional, ou seja, o coach não oferece respostas diretas ao seu cliente (coachee), mas auxilia o coachee através de questionamentos ou situações para que o próprio cliente entenda quais são os seus recursos e competências necessários para atingir os seus objetivos. Traduzindo, o coach é um “facilitador” do processo.

E o mentoring é um processo de alicerçamento profissional, conduzido por um profissional experiente (mentor), da própria empresa ou de fora dela, que contribui para impulsionar a carreira de um profissional em início de cargo, carreira ou novo na organização (mentorado), através do compartilhamento de conhecimentos e experiências.

Pense Nisso

“Pense fora da caixa! O coaching é uma ferramenta que auxilia a ampliar a sua percepção sobre mundo e sobre si mesmo”.

Carla Béck

Receba o PME NEWS

Ao enviar o seu email, você declara estar de acordo com a Política de privacidade e de Cookies publicada no site

PATROCINADOR

Ao clicar em “Aceitar cookies”, você concorda com o armazenamento de cookies no seu dispositivo para melhorar a navegação no site, analisar o uso do site e nos ajudar na melhoria da qualidade dos nossos serviços Leia nossa política de privacidade